ANIMAVITA

Fibromialgia Featured

Post by in Dor Crônica
Fibromialgia Fibromialgia wikipedia.org

A Fibromialgia é um transtorno clínico caracterizado por dor crônica generalizada e uma resposta dolorosa a pressão aplicada sobre a pele, ou seja, um estímulo cuja intensidade não causaria dor em indívíduos sem a doença.

Conceito:

    A Fibromialgia é um transtorno clínico caracterizado por dor crônica generalizada e uma resposta dolorosa a pressão aplicada sobre a pele, ou seja, um estímulo cuja intensidade não causaria dor em indívíduos sem a doença. Estes estímulos préssoricos são aferidos com um dispositivo específico que mede a pressão em Newtons, chamado algômetro de Fisher.

----Lembrar que muitos indivíduos com esta resposta dolorosa a pressão podem ter outras doenças.

 

Quadro clínico:

    A fibromialgia apresenta outros sintomas que incluem: fadiga, distúrbios do sono e rigidez articular. Alguns pacientes podem apresentar alguma dificuldade de engolir, anormalidades do intestino e da bexiga e dormências / formigamentos em várias partes do corpo, principalmente nos membros inferiores e alterações cognitivas – intelectuais e/ou processamento de memória.

 

Epidemiologia:

      É nove vezes mais frequente em mulheres. Estudos demonstram que a fibromialgia pode afetar até 2-4% da população, entretanto este número pode estar bastante superestimado, principalmente porque muitos dos pacientes com o diagnóstico de fibromialgia, podem apresentar outros problemas clínicos, cujo tratamento bem fundamentado e um programa de reabilitação específico para tratar o descondicionamento associado a dor de longo prazo podem reverter em melhora significativa e não raro até completa resolução de toda a sintomatologia dolorosa.

 

Tratamento:

     A fibromialgia ainda persiste como uma entidade nosológica controvertida uma vez que muitas outras síndromes dolorosas estão associadas, como a dor miofascial combinada a alterações biodinâmicas e posturais. Muitas vezes o tratamento dos problemas associados pode levar a melhora clínica completa o que muitas vezes nos faz questionar o precisão diagnóstica inicial.

    Há uma superposição entre as sindromes dolorosas crônicas e a fibromialgia, algo que dificulta o diagnóstico e o tratamento.

 

 

Dor crônica e o Cérebro

    Estudos realizados com exames de ressonância funcional, que avalia o cerébro dinamicamente, indicam que pacientes com dores crônicas graves, com vários anos de evolução apresentam alterações cognitivas, devido provavelmente a hiperestimulação das vias neurais relaciondas a transmissão da dor. Estes estudos foram confirmados através de testes neuropsicólogicos que demonstram diminuição da qualidade de muitas atividades psíquicas, como raciocínio matemático, espacial e verbal, além de atenção, concentração e outras variáveis quantificáveis similares através dos métodos neuropsicológicos.

    Estudos recentes demonstram que a dor crônica altera, a longo prazo, a estrutura cerebral. Estes novos estudos mudaram muitos os paradigmas modernos da dor crônica e por conseguinte da fibromialgia, explicando vários sintomas da fibromialgia que podem ser somente causados pela dor crônica pura.

     Digno de nota e de suma importância é o fato de que rótulo “fibromialgia” tem efeitos maléficos em reforçar negativamente vários dos sintomas, o que alguns trabalhos recentes têm documentado.

    Estudos contemporâneos tem demonstrado que alterações do estágio IV e sono REM tem sido associadas com alterações dolorosas musculares em alguns pacientes.

 

 

Localização dos pontos da fibromialgia segundo critérios diagnósticos da Associação Americana de Reumatologia, 1990. (Adaptado de wikipedia)

 

 

Sinais e Sintomas:

     Os sintomas da fibromialgia são: dor crônica generalizada, fadiga e dor relacionada a estímulos não dolorosos (alodínia). Outros sintomas podem incluir formigamento, espasmos musculares, fraqueza, palpitações, distúrbios intestinais funcionais e alterações do padrão de sono.

 

Nevoeiro Cerebral
   Muitos pacientes experimentam alterações cognitivas. O termo na literatura inglesa: "fibrofog" "nevoeiro cerebral” ou “nevoeiro da fibromialgia” ilusta parte da sintomatologia mental que mais incomoda tais pacientes. São comuns a incapacidade de concentração, problemas com a memória de trabalho / longo prazo / curto prazo, consolidação da memória, piora do desempenho laboral, e piora da atenção e concentração.

 

Ansiedade e depressão

     Ansiedade e depressão são muitas vezes relacionados como sintomas típicos da fibromialgia. Em linguagem simplista, porém disseminada: Se fibromialgia, então depressão. Se fibromialgia, então problemas conjugais ou carência. Entretanto, há um grande viés nesta caracterização simplória e estigmatizante, sugerida por diversos autores estudiosos da fibromialgia. Os mesmos advogam que as alterações físicas e os problemas psíquicos acima citados geram uma grande frustração no paciente o que interfere com a sua vida como um todo o que predispoe a ansiedade e frustração que inclusive pode vir a ter critérios de depressão no futuro, como qualquer outro tipo de luto não elaborado. Resumindo, a depressão não é concomitante a dor e não é causada diretamente por ela e a recíproca também é falsa. A frustração, a incapacidade de crescimento pessoal e profissional, o estigma social e inclusive familiar, o afastamento, tudo corrobora para o luto relativo as perdas cuja não elaboração e o critério tempo podem gerar um transtorno depressivo e/ou ansioso.

 

Síndrome da dor Miofascial
     Alguns sintomas atribuídos a fibromialgia, possivelmente podem ser devidos a um transtorno muito comum denominado síndrome de dor miofascial, também conhecida como dor crônica miofascial. Estudos demonstram a presença de pontos em gatilho – Trigger Points – característicos da dor miofascial em mais de 70% dos pacientes com fibromialgia. Neste casos, o tratamento miofascial pode ter um grande impacto, muitas vezes determinante na intensidade da dor.

    Embora a fibromialgia seja classificada com base na presença de dor crônica generalizada, a dor miofascial difusa pode se apresentar como um conjunto de dores localizadas em áreas como ombros, pescoço, coluna lombar, quadril, ou outras áreas. O exame musculoesquelético realizado por profissionais com larga experiência em dor miofascial pode revelar um diagnóstico associado que muitas vezes pode mudar o curso das dores crônicas se identificado e tratado corretamente e o resultado pode ser tanto melhor quanto a precocidade do diagnóstico associado.

    A inativação dos pontos associada ao programa de reabilitação validado internacionalmente o “The New York Protocol of Miofascial Pain Treatment” é a ferramenta de reabilitação com melhores resultados no que tange ao tratamento dos quadros miofasciais.

 

 

 

  1. Müller W, Schneider EM, Stratz T (September 2007). "The classification of fibromyalgia syndrome"Rheumatol Int.27 (11): 1005–10. doi:10.1007/s00296-007-0403-9PMID17653720http://www.springerlink.com/content/1271314042w8405g/.

 

 

  1. Wolfe F, Rasker JJ "Fibromyalgia." In: Firestein GS, Budd RC, Harris ED, Jr, McInnes IB, Ruddy S, Sergent JS, editors. Kelley’s textbook of rheumatology. 8th ed. Amsterdam: Elsevier; 2008

 

  1. Cohen ML (September 1999). "Is fibromyalgia a distinct clinical entity? The disapproving rheumatologist's evidence". Baillieres Best Pract Res Clin Rheumatol 13 (3): 421–5.

 

  1. White KP et al. (June 2002). "Does the label "fibromyalgia" alter health status, function, and health service utilization? A prospective, within-group comparison in a community cohort of adults with chronic widespread pain.". Arthritis Rheum. 47 (3): 260–5. doi:10.1002/art.10400PMID 12115155.

 

  1. Kroenke, K; Harris, L (May 2001). "Symptoms research: a fertile field". Annals of internal medicine134 (9 Pt 2): 801–2. ISSN 0003-4819PMID 11346313.  edit
  2. Kanaan RA, Lepine JP, Wessely SC (December 2007). "The association or otherwise of the functional somatic syndromes".Psychosom Med 69 (9): 855–9.

 

 

 

 

Centro Clínico AnimaVita

SHIS QI 11 Bloco O Salas 132 a 140

Shopping Deck Brasil - Lago Sul, Brasília.

(61) 4063-6408 / 3248-2800

AnimaVita Brasilia

Usuário Geral de todos os profissionais da clínica AnimaVita Brasília.

Website: www.animavita.com.br
More in this category: Dor Miofascial »

Clínica da dor

 
 
   
Você está aqui: Clínica da Dor Dor crônica Fibromialgia