ANIMAVITA

Generalidades sobre a Dor de Cabeça

Post by in Dor de Cabeça
Generalidades sobre a Dor de Cabeça Adaptado de wikipedia.org

As Dores de cabeça são muito comuns, virtualmente quase todo mundo vai ter pelo menos um episódio de dor de cabeça em algum momento da vida. Dores de cabeça têm sido descritas desde o tempo dos babilônios e inclusive em textos bíblicos.. Alguns personagens históricos sofriam de dores de cabeça graves, e.g., Napoleão Bonaparte, Sigmund Freud, Vincent van Gogh, Elvis Presley, Virginia Woolf e Julius Cesar. 

 

Cortical spreading This file is licensed under the Creative Commons Attribution 2.5 Generic license. This is a retouched picture, which means that it has been digitally altered from its original version. Modifications: '. The original can be viewed here: Brain_bulbar_region.svg. Modifications made by S. Jähnichen.

 

História e Generalidades

 

As Dores de cabeça são muito comuns, virtualmente quase todo mundo vai ter pelo menos um episódio de dor de cabeça em algum momento da vida. Dores de cabeça têm sido descritas desde o tempo dos babilônios e inclusive em textos bíblicos.. Alguns personagens históricos sofriam de dores de cabeça graves, e.g., Napoleão Bonaparte, Sigmund Freud, Vincent van Gogh, Elvis Presley, Virginia Woolf e Julius Cesar.

 

Hipócrates foi o primeiro em descrever as auras visuais que acompanhavam a dor em 300 A.C..

 

O termo migrânea foi cunhado por Galenus de Pergamon no segundo século A.C., pela sua raiz etimológica que significa hemicraniana ou metade do crânio. As teorias daquela época sustentavam que a dor era causada por humores, i.e., líquidos e vapores e tal visão foi mantida até o século XVIII, quando as consequências do iluminismo trouxeram mais ciência à ciência da época.

 

A evolução da anatomia e fisiologia levou a descoberta das estruturas cerebrais, conceitos de neurotransmissões e por fim ao papel da dilatação e constrição dos vasos na gênese da dor.
Entretanto, especialistas não concordam sobre o que causa dores de cabeça. O único conscenço é que mais mais estudos são necessários.

 


Quando expostas a temperaturas muito altas ou baixas, às vezes, algumas pessoas desenvolvem uma dor de cabeça semelhante a enxaqueca. Essas dores de cabeça também podem surgir de repente, em algumas pessoas quando elas não dormem o suficiente ou desencadeadas por algum tipo de alimento, café, chocolates, etc.

 

Os disparadores comuns de enxaqueca incluem calor, estresse e falta de sono, alimentos.ou odores. Nem todo doente dor de cabeça é sensível a esses estímulos, mas praticamente todas as pessoas com enxaqueca têm algum estímulo ambiental como desencadeante. Cerca de 70% dos pacientes com enxaqueca têm um parente de primeiro grau (pai, irmão, irmã ou filha) com história de enxaqueca. Pessoas com uma tendência hereditária para dores de cabeça podem responder mais facilmente que outras com esses fatores de estresse externos.

 

Dor de cabeça é um sintoma, não uma doença. É raro uma dor de cabeça ser o sintoma de uma doença grave, mas dores de cabeça freqüentes e intensas podem ser exaustivas e afetar a vida cotidiana. A dor de cabeça mais comum é a cefaléia tensional, mas a que mais incomoda é a enxaqueca.

 

O terceiro tipo é a dor de cabeça secundária, nesses casos a dor de cabeça é o resultado de uma infecção ou aumento da pressão dentro do cérebro. As causas variam de doenças relativamente simples, como a sinusite, até doenças mais graves, como os tumores cerebrais.

 

Possíveis causas:

 

·         Dor de cabeça provocada por infecção;

 

·         Dor de cabeça provocada por sinusite;

 

·         Dor de cabeça diretamente associada à fadiga ocular;

 

·         Dor de cabeça associada a dores no pescoço;

 

·         Dor de cabeça provocada por pancadas e ferimentos;

 

·         Dor de cabeça provocada por problemas cerebrais graves;

 

AnimaVita Brasilia

Usuário Geral de todos os profissionais da clínica AnimaVita Brasília.

Website: www.animavita.com.br

Clínica da dor

 
 
   
Você está aqui: Clínica da Dor Dor de cabeça Dor de Cabeça - FAQ