ANIMAVITA

Terça, 11 Dezembro 2012 18:32

Sacroileíte

Written by 
Rate this item
(1 Vote)
Sacroileíte AnimaVita Brasília

O que é Sacroileíte?

A sacroileíte é uma inflamação nas articulações entre os ossos sacro e os íleos Local de união entre a coluna e o quadril.

 Sacroileíte:

 

O que é Sacroileíte?

 

É uma lesão inflamatória típica das articulações sacro ilíacas, que são a junção articular entre o osso sacro (coluna vertebral) e osso ilíaco (bacia), conectando a parte inferior da coluna com a pelve. Esta inflamação provoca dor e desconforto ao realizar movimentos e mesmo parado, ou sentado até mesmo pequenos movimentos da coluna podem ser extremamente desconfortáveis e dolorosos. Ela pode, inicialmente, atingir somente um lado e, com o passar do tempo, pode afetar os dois lados. O indivíduo que sofre com a sacroileíte possuem maiores chances de desenvolver espondilite anquilosante, no futuro, devendo tratar precocemente a doença.

 

 

Sacroileíte Infecciosa é causada por uma infecção. Forma-se um verdadeiro abcesso numa das duas articulações. 


Sacroileíte Inflamatória: é provocada por reumatismo e torna-se inflamatória, normalmente nos dois lados (na maior parte dos casos, é uma espondiloartrite anquilosante). 





Causas:

 

Ela pode ocorrer por diversas causas, como traumas, pós-operatórios de cirurgias de coluna, doenças reumatológicas como a espondilite anquilosante, ou processos infecciosos no local. A sobrecarga cíclica sobre os membros inferiores transmitida para a região pélvica durante a prática de esportes de impacto e longa duração, como é a corrida de longa distância, pode afetar a articulação em questão.

A sacroileíte pode ter também outras causas como problemas de ordem congênita, como a alteração de partes do código genético que podem propiciar o desenvolvimento; ter uma perna maior que a outra, mesmo que a diferença seja de apenas 0.5cm; articulação têmporo-mandibular (ATM) mal posicionada; tumor malígno ou benígno que comprime a articulação sacral;sarcoidose,;hipertireoidismo ; doença de Paget; osteomalácea;acromegalia.Uma outra causa, nem sempre aceite por todos os autores é a difunção da sacroilite sem trauma relacionado. Enfim, qualquer alteração à nível estrutural que modifique o posicionamento da articulação sacroilíaca pode gerar uma sacroileíte e somente ao retirar este fator é que se consegue vencer a doença.



Incidência:



A doença atinge mais homens do que mulheres e tem mais chances de ocorrer conforme a idade avança. Os pacientes chegam ao diagnóstico porque, em geral, sentem muita dor na lombar, que pode se estender para coxa e panturrilhas, além da sensação de rigidez na coluna.




Diagnóstico:

 

O diagnóstico é realizado por meio de exame físico criterioso, história clínica do paciente e exames de imagem como a radiografia simples. 
Os resultados podem apresentar esclerose óssea de sacro e ilíaco, irregularidades de contornos articulares, erosões ósseas e, em graus mais avançados, o pseudoalargamento articular e até a anquilose total (fusão da articulação sacroilíaca). Outros métodos de imagem também podem contribuir para a obtenção do diagnóstico, como a cintilografia óssea, tomografia computadorizada ou a ressonância magnética.
 

 

 

Quadro Clínico:

 

Pode haver o desencadeamento de um processo inflamatório local caracterizado por dor, que pode se estender desde a região lombar até coxas e pernas, rigidez e diminuição da amplitude de movimento . A dor piora com caminhadas , pois o movimento dos quadris distende a articulação sacro ilíaca . Dor irradiada em direção a perna pode ocorrer freqüentemente. Diminuição de ângulo de movimento. As articulações mais afetadas são a do sacro. Após algum tempo o indivíduo começa a sentir dores na coluna e, posteriormente, os joelhos e ombros são também afetados. Em alguns pacientes, além do comprometimento articular, podem surgir dores em certos pontos musculares, nos ligamentos e nos tendões próximos às áreas afetadas.





Tratamento:

 

O tratamento da sacroileíte é feito com o uso de antiinflamatórios e analgésicos. Além da prática de fisioterapia para diminuir a dor, o desconforto e manter os músculos suficientemente fortes e alongados para diminuir a prevalência da má postura, que pode vir a gerar outras complicações. Pode se usar também bloqueio sacroilíaco, radiofreqüência sacroilíaca, artrodese da articulação sacroilíaca . Pode também receitar infiltrações na articulação sacroilíaca afetada com um analgésico ou corticóide. O tratamento homeopático permite reduzir, ou até mesmo suprimir, os anti-inflamatórios e antálgicos clássicos, mas não pode substituir os antibióticos. Apenas um médico experiente poderá estabelecer um tratamento adequado. 
 



Referências Bibliográficas:

 

 

 

1.       Schlosstein L, Terasaki PI, Bluestone R, et al. High association of an HL-A antigen, W27, with ankylosing spondylitis. N Engl J Med. Apr 5 1973;288(14):704-6. [Medline].

2.       Reveille JD, Arnett FC. Spondyloarthritis: update on pathogenesis and management. Am J Med. Jun 2005;118(6):592-603. [Medline].

3.       Khan MA. Update on spondyloarthropathies. Ann Intern Med. Jun 18 2002;136(12):896-907. [Medline].

4.       Reveille JD, Ball EJ, Khan MA. HLA-B27 and genetic predisposing factors in spondyloarthropathies. Curr Opin Rheumatol. Jul 2001;13(4):265-72. [Medline].

5.       Trontzas P, Andrianakos A, Miyakis S, et al. Seronegative spondyloarthropathies in Greece: a population-based study of prevalence, clinical pattern, and management. The ESORDIG study. Clin Rheumatol. Nov 2005;24(6):583-9. [Medline].

6.       Ebringer A. The relationship between Klebsiella infection and ankylosing spondylitis. Baillieres Clin Rheumatol. Aug 1989;3(2):321-38. [Medline].

7.       McGonagle D, Gibbon W, Emery P. Classification of inflammatory arthritis by enthesitis. Lancet. Oct 3 1998;352(9134):1137-40. [Medline].

8.    Hammer RE, Maika SD, Richardson JA, et al. Spontaneous inflammatory disease in transgenic rats expressing HLA-B27 and human beta 2m: an animal model of HLA-B27-associated human disorders. Cell. Nov 30 1990;63(5):1099-112. [Medline].

9.    Khare SD, Luthra HS, David CS. Animal models of human leukocyte antigen B27-linked arthritides. Rheum Dis Clin North Am. Nov 1998;24(4):883-94, xi-xii. [Medline].

10.    Braun J, Bollow M, Remlinger G, et al. Prevalence of spondylarthropathies in HLA-B27 positive and negative blood donors. Arthritis Rheum. Jan 1998;41(1):58-67. [Medline].

11.    Taurog JD. The mystery of HLA-B27: if it isn’t one thing, it’s another. Arthritis Rheum. Aug 2007;56(8):2478-81. [Medline].

12.    De Angelis R, Salaffi F, Grassi W. Prevalence of spondyloarthropathies in an Italian population sample: a regional community-based study. Scand J Rheumatol. Jan-Feb 2007;36(1):14-21. [Medline].

13.    Brown MA. Breakthroughs in genetic studies of ankylosing spondylitis. Rheumatology (Oxford). Feb 2008;47(2):132-7. [Medline].

14.    Jaakkola E, Herzberg I, Laiho K, Barnardo MC, Pointon JJ, Kauppi M, et al. Finnish HLA studies confirm the increased risk conferred by HLA-B27 homozygosity in ankylosing

15.    van der Linden S, van der Heijde D. Ankylosing spondylitis. Clinical features. Rheum Dis Clin North AmNov 1998;24(4):663-76, vii. [Medline].

16.    Rezaian MM, Brent LH. Undifferentiated spondyloarthropathy: Seven-year follow-up study of 357 patients. Arthritis Rheum. 2001;44:S93.

 

 

Read 42765 times Last modified on Quinta, 24 Janeiro 2013 16:31
AnimaVita Brasilia

Usuário Geral de todos os profissionais da clínica AnimaVita Brasília.

Website: www.animavita.com.br

Clínica da dor

 
 
 

Reabilitação

Saúde

 

Novidades Úteis

   
Você está aqui: Especialidades Medicina Clínica Médica Sacroileíte